Informe-se: entenda a claudicação em equinos

A claudicação é um distúrbio do aparelho locomotor do animal e pode afetar sua postura e movimentos

Claudicação - Imagem ilustrativa

O cavalo é, geneticamente, um animal forte e capaz de suportar várias horas de trabalho pesado, pois possui um aparelho locomotor potente e que garante a ele essa aptidão. Porém, por ser muito utilizado, o esse aparelho locomotor também pode sofrer com alguns problemas que prejudiquem de forma significativa o rendimento do animal.

Fábio Furquim Corrêa, professor do Curso CPT Casqueamento e Ferrageamento de Equinos, ressalta que esses procedimentos são importantes para a saúde dos cascos, mas é preciso cuidar da locomoção em geral desses animais, para que não fiquem frágeis.

Prejudicando-o, a claudicação tem sido o maior problema enfrentado pelos criadores de cavalos em todo o mundo. Ao apresentar esse distúrbio, o animal pode apresentar manqueira, queda no rendimento das atividades físicas, no desempenho, apoio intenso em apenas um dos membros e dor.

Tipos de claudicação

Pode ocorrer em quatro tipos, que variam de acordo com o grau de desenvolvimento e atuação, além do tipo de atividade que o animal pratica:

Claudicação do membro de apoio

Observada quando o animal suporta peso em uma das patas ou quando ele apoia-a no chão, manifestando lesões nos ossos, articulações, ligamentos e nervos motores

Claudicação de membro de suspensão

Evidencia-se quando o animal está movimentando seu membro, sendo possível notar alterações patológicas que atingem as cápsulas articulares, músculos, tendões e bainhas tendíneas.

Claudicação mista

Perceptível quando há ocorrência simultânea das claudicações anteriores.

Claudicação complementar

Verifica-se quando o animal apresenta dor em um dos membros e, consequentemente, distribui de forma desigual o peso pelos outros membros. Merece atenção para que ela não acabe prejudicando outro membro.

Causas

Esse distúrbio do sistema locomotor do animal pode provocar várias alterações na postura e no movimento do animal. Suas causas podem ser de três origens: mecânica, neurológica ou dolorosa. Traumas, anomalias congênitas, anomalias adquiridas, infecções, desordem circulatória, problemas nervosos, cravo mal-empregado e desgaste por feridas podem causar a claudicação.

Diagnóstico

O diagnóstico da claudicação só pode ser realizado por um veterinário, que faz uso de vários procedimentos para tal, como a anamnese, o exame visual, os testes de flexão, um exame meticuloso para determinar o foco de dor e até o diagnóstico por imagem. Esse distúrbio precisa ser bem tratado, com muita atenção e experiência.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Cavalos:

Casqueamento e Ferrageamento de Equinos
Provas Equestres de Velocidade
Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos

Fonte: Revista Veterinária – revistaveterinaria.com.br
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 04-02-2020

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.