“Converse” com o seu cavalo

Cavalos utilizam a expressão corporal para comunicar-se

Mulher e cavalo

Haroldo Vargas, professor do Curso CPT Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos, explica que os cavalos são boas companhias para o homem, mas, para se relacionar bem com eles, é preciso aprender a pensar como eles pensam e enxergar do seu ponto de vista, compreendendo e estudando o seu comportamento natural.

Cavalos são animais muito expressivos, usando a linguagem corporal e respiração para tal. A partir disso, entender seus sinais é essencial para que você consiga “conversar” com eles. Apesar de não entenderem o que falamos, a expressão oral pode ser uma boa aliada nesse momento.

Aproximando-se do animal

- Ao se aproximar do cavalo, tenha sempre em mente tudo o que você deseja falar ou fazer, para evitar reações inesperadas. Mantenha sempre a calma;
- Fique atento aos sinais que o animal dá em relação à receptividade: ao se aproximar, se ele virar a cabeça em sua direção, lamber os lábios e estiver com uma expressão suave no olhar, isso significa que ele está receptivo ao contato; caso contrário, se ele se vira à direção oposta à sua, não se aproxime pois ele não está receptivo.
- Tente se aproximar sempre pela frente. Os equinos possuem visão monocular, isto é, não enxergam vários ângulos – isso explica o coice que ele dá quando alguém se aproxima por trás. Ele precisa ver que você está aproximando-se.
- Em ambiente natural, cavalos respeitam líderes. Logo, você precisa tornar-se o líder do seu.
- Na cadeia alimentar, cavalos são presas e estão prontos para fugir em qualquer situação ameaçadora. Então, não se aproxime fazendo movimentos bruscos ou barulhos fortes, pois eles se sentirão ameaçados.

Comandos básicos

- Ao tentar ensinar alguns comandos básicos para o seu animal, use palavras claras e curtas.
- Ao falar e dar comandos, repita-os constantemente para que ele consiga “gravar” para que servem.
- Como dito, a expressão corporal é o forte desses animais. Logo, utilize-a para uma melhor comunicação. Mantenha-se de pé diante do animal e olhe-o nos olhos ao dar comandos. Para enfatizá-los, incline-se em sua direção, mas mantenha a seriedade em sua expressão facial.
- Para acalmá-lo, use também uma linguagem corporal mais branda. Evite ombros enrijecidos e não os encare.
- Sua voz deve ser firme, mas tranquila. Ao conversar com o animal, evite sussurrar.
- Evite conversar a todo o tempo com ele, pois, com isso, ele não associará o que está sendo dito com algum comando específico.
- Ao dar comandos, alguns animais podem não responder imediatamente. Aguarde alguns segundos para que respondam e, caso não obedeçam, seja mais rígido no comando em vez de puni-los.

Os animais

- A cauda e as pernas dos animais ajudam a entender um pouco do que eles estão “sentindo”. Animais com a cauda levantada demonstram que estão alertas; com a cauda baixa, demonstram tristeza ou dor; cauda batendo de um lado para o outro demonstra irritabilidade.
- Bater as patas continuamente demonstra que o animal está frustrado ou com medo, o que pode indicar a presença de alguma ameaça ou de moscas.
- Animais tensos, rígidos ou trêmulos demonstram estar nervosos. Nesses casos, evite o contato. Afaste-se e deixe-o acalmando-se por alguns minutos.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Cavalos:

Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos
Doma Racional Interativa
Como Avaliar Idade e Pelagem de Cavalos

Fonte: wikiHow – pt.wikihow.com
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 11-02-2020

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.