Como realizar o ferrageamento de equinos

O ferrageamento é um procedimento necessário para garantir a proteção dos cascos dos cavalos

Ferrageamento - imagem ilustrativa

Fábio Furquim Corrêa, professor do Curso CPT Casqueamento e Ferrageamento de Equinos, deixa claro que os cascos são uma estrutura fundamental para os cavalos, pois, danificados ou frágeis, fazem com que o animal perca a capacidade de desempenhar as atividades de trabalho no campo, práticas esportivas ou atividades recreativas.

Logo, é fundamental que se proteja essa estrutura. Nesse sentido, está o ferrageamento, que nada mais é do que a colocação de uma ferradura nos cascos dos cavalos, com a finalidade de proteção e também de prevenção a problemas anatômicos. Em ambiente natural, os animais não precisam desse “acessório”. Em contrapartida, quando criados, ele se torna necessário.

Por que ferraduras?

As ferraduras, lâminas de ferro que são posicionadas em torno do casco do animal, evitam que ele sofra com o desgaste e que passe a ter problemas ortopédicos, de acordo com as atividades que ele realiza. Isso evita, também, que o animal perca a sua produtividade e que deixe de realizar tarefas simples.

Contudo, em primeiro lugar, vale ressaltar que o ferrageamento deve ser executado por um profissional apto a tal procedimento. Vários fatores devem ser levados em conta na hora de ferragear, como o peso, a idade, a raça e a prática de atividades esportivas, o que requer alguém que detenha conhecimento sobre os animais.

Tipos de ferraduras

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, há vários tipos e modelos de ferraduras que podem variar em preço, material fabricado, entre outros. Deve-se ter ciência de vários aspectos antes de escolher a ferradura ideal para o seu animal:

- Convencionais

As ferraduras mais simples e tradicionais são encontradas facilmente em lojas de produtos voltados ao setor agropecuário. Variam em numeração e são resistentes e duráveis, o que justifica a sua popularidade.

- Alumínio

Em comparação às convencionais, as ferraduras de alumínio são mais leves e mais indicadas para o ferrageamento por muitos ferradores. Entretanto, duram menos e não são encontradas facilmente para compra.

- Plástico

Com um modelo mais simples, as ferraduras de plásticos são mais indicadas para potros mais jovens e, geralmente, utilizadas mais com a função “terapêutica”. Difere-se das demais em relação à forma como é colocada e removida: pode ser fixada com cola e sai facilmente. Todavia, não são indicadas para animais atletas.

Como funciona o ferrageamento?

A princípio, para um procedimento de sucesso, é necessário escolher a lâmina de ferro ideal para o animal que será ferrageado. Antes, porém, realiza-se o casqueamento e limpa-se o casco para remover sujeiras indesejadas, o que pode causar apodrecimento do casco.

Logo após o casqueamento, inicia-se o ferrageamento, utilizando-se técnicas para aplicar as lâminas e para acalmar os cavalos objetivando evitar dor e sofrimento. O procedimento não é definitivo e deve ser refeito regularmente, pois ele compensa os desgastes que as atividades diárias promovem nos cascos, mas é importante entender que os cascos, assim como as unhas humanas, crescem regularmente e precisam de “manutenção”.

 


Conheça os Cursos CPT da Área Criação de Cavalos:

Casqueamento e Ferrageamento de Equinos
Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos
Como Montar e Manejar um Centro Hípico – Modalidades, Instalações, Manejo Sanitário e Primeiros Socorros

Fonte: RodeoWest – blog.rodeowest.com.br
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 05-01-2021

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.