A importância da alfafa na alimentação de equinos

Essa forrageira é considerada a rainha da alimentação de cavalos

Alfafa

O professor do Curso Online UOV Alimentação de Cavalos, Orlando Marcelo Vendramini, explica que para uma boa alimentação de equinos, é preciso saber fornecer os alimentos corretos nas dosagens certas, levando em conta as condições ambientais em que o animal está inserido e sua raça, proporciona animais eficientes e rentáveis, aptos a explorarem todo seu potencial físico.

Um dos ingredientes mais utilizados na alimentação de cavalos é a alfafa. Uma das espécies forrageiras mais antigas que se tem conhecimento, a alfafa tem grande importância na alimentação animal, por poder alimentar vários tipos de animais e pelas suas excelentes características agronômicas e qualitativas, como a qualidade proteica, palatabilidade, digestibilidade, capacidade de fixação biológica de nitrogênio no solo e baixa sazonalidade de produção.

Ela pode ser servida de várias formas, sendo o feno de alfafa o mais comum, podendo ainda apresentar-se na forma de “pelets” de feno, em fábricas de ração. A forma verde não é recomendada, uma vez que pode causar timpanismo nos animais.

Feno moído de alfafa é o produto obtido da alfafa, constituindo-se da parte aérea da planta submetida a processo de desidratação natural ou artificial, como posterior moagem ou peletização. Deve ser isento de matérias estranhas à sua composição.

Dicas para o fornecimento

Em primeiro lugar, ao fornecer alfafa, o ideal é que se forneça também junto ao feno de outra gramínea. Essa recomendação é explicada pelo fato de que, por ser rica em proteínas, ela pode provocar algumas complicações no metabolismo dos animais quando fornecida “sozinha”, além de problemas urinários e digestivos.

Também, por ser um alimento seco, deve-se fornecê-la com água. Isso ajuda a evitar que o alimento fique muito tempo parado no estômago do animal e também evita que, para realizar a digestão, seja tirada água do organismo desses animais.

Produzindo feno de qualidade

Como dito, o feno de alfafa é a forma mais comum para alimentação dos animais. Durante o processo de fenação, retira-se boa parte da composição líquida da planta, aproximadamente 75%. É importante que, mesmo após a extração dessa parte líquida, os nutrientes as fibras sejam mantidos.

Para que se possa produzir feno de alfafa de qualidade para os animais, é preciso que a alfafa possua algumas características importantes:

- Estar seca;
- Esverdeada;
- Estar livre de fungos e poeira;
- Apresentar cheiro característico e maciez;
- Ser armazenada em local seco.

Fornecida em conjunto à aveia, é considerada uma combinação perfeita de nutrientes. De forma equiparada, as fibras dos grãos produzem diversas melhorias na digestibilidade e também atuam auxiliando na prevenção de distúrbios alimentares.




Conheça os Cursos Online UOV da Área Criação de Cavalos:

Alimentação de Cavalos
Enquanto o Veterinário Não Chega – Atendimento a Equinos
Reprodução de Cavalos

Fonte: Portal Escola do Cavalo – escoladocavalo.com.br
por Renato Rodrigues

Renato Rodrigues 15-04-2019

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.